TCU aponta que Temer desrespeitou a Lei de Responsabilidade Fiscal.
Sérgio Lima/Poder360
Alguns dos principais nomes do PT, Psol, Rede e PSB no Congresso disseram ao Poder360 que pretendem discutir com seus partidos se acusam o presidente Michel Temer de crime de responsabilidade. Tomarão como base o julgamento do TCU que apontou desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal em 2017.
  • Lindbergh Farias (líder do PT no Senado): “Nossa  área jurídica está avaliando. Para mim, houve crime de responsabilidade. Se a Dilma tivesse feito isso, eles fariam 1 Carnaval”.
  • Júlio Delgado (líder do PSB na Câmara): “Estamos analisando. Espero que caiba impeachment. O Brasil não pode esperar”.
  • Chico Alencar (deputado pelo Psol-RJ): “Nossa assessoria examinará neste fim de semana. Sempre condenamos essa farra dos incentivos e 1 outro decreto do Temer já nos motivou a agir”.
  • Miro Teixeira (deputado pela Rede-RJ): “Em tese, cabe impeachment. Mas é preciso estudar. Qualquer iniciativa tem que ser bem fundamentada para não se confundir com oportunismo eleitor

RODRIGO MAIA ASSUSTA

Além do rebuliço no país provocado por 1 processo de impeachment, há outro fator que causa relutância entre congressistas: o presidente da Câmara. O demista é pré-candidato ao Planalto e o 1º na linha de substituição de Michel Temer.
  • Chico Alencar – “É 1 complicador. O Rodrigo Maia poderia ser candidato a presidente no comando do governo”.
  • Miro Teixeira – “Rodrigo só assumiria quando o Senado instaurasse o processo. Há aí uma equação envolvendo tempo e riscos para a vida do país”.
Possível, mas improvável

Há elementos em profusão para que a oposição force a barra para instalar 1 processo de impeachment contra Michel Temer. Mas é improvável que isso ocorra, pois não interessa a quase ninguém.

Até a Procuradoria Geral da República já deu sinais de que vai estender ao máximo o prazo de investigação sobre as citações ao presidente na Lava Jato. O mais plausível é que Temer siga como 1 “lame duck” (pato manco) até dezembro.

Fonte: Poder 360

Postar um comentário