O presidente eleito, Jair Bolsonaro, após reunião em Brasília Foto: Jorge William / Agência O Globo

O presidente eleito, Jair Bolsonaro , planeja cortar "no mínimo" 30% dos cargos comissionados no governo federal. Ele disse concordar que há um "exagero" no número atual, de mais de 23 mil. O presidente eleito não quis cravar o número exato, mas acabou citando o percentual, em entrevista após reunião no Superior Tribunal Militar (STM) nesta terça-feira.

— Não posso falar percentual, no mínimo 30% tem que cortar no mínimo. Eu fui deputado e vereador, 30 anos, com comissionados do meu lado, eles são importantes, mas concordo que há um exagero no número de comissionados — disse o presidente eleito.

Bolsonaro afirmou que há intenção de reduzir cargos também em empresas estatais e em bancos públicos.

—  Pretendemos diminuir e botar gente comprometida com outros valores lá dentro — afirmou.

O presidente eleito reforçou que cabe a Paulo Guedes montar a equipe econômica e que o futuro ministro precisa ter ascendência sobre os nomeados para a área.

— É da minha índole confiar nas pessoas. Eu confio no Paulo Guedes. Essa é a política econômica dele. Ele tem que ter realmente ascendência sobre esses bancos para fazer sua política econômica. O Brasil está numa situação crítica e está nas mãos dele retirar dessa situação -  disse Bolsonaro.

Fonte: O Globo
Eduardo Bresciani
13/11/2018 - 17:10 / 13/11/2018 - 17:55

Postar um comentário